2/10/2017

Solange Sólon Borges

Na última semana de setembro foi realizado evento no Panamá, que reuniu representantes do Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, México, Panamá e Paraguai. O objetivo foi debater avanços no cumprimento das Diretrizes Voluntárias para Políticas Agroambientais. A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) fez recomendações a respeito do crescimento sustentável.

Para a FAO, a riqueza dos recursos naturais da América Latina e do Caribe é essencial para a sustentabilidade ambiental do mundo, pois, de acordo com a agência da ONU, essa região representa 15% da superfície terrestre, recebe 30% das chuvas e gera 33% da água do planeta.

No encontro, discutiram-se os indicadores estatísticos auxiliares à mensuração e adoção das estratégias para que se avance em termos de implementação, que envolve “aliança entre os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente e o desenvolvimento de incentivos econômicos e financeiros que consigam implementar medidas agroambientais para avançar rumo à uma agricultura mais sustentável, tanto na agricultura familiar como no agronegócio”, segundo afirmou Juliana Simões, secretária de extrativismo e desenvolvimento rural sustentável do Ministério do Meio Ambiente (MMA) brasileiro.



Últimas da Imprensa

ver mais dados da imprensa
x