5/10/2017

Solange Sólon Borges 

O Fundo Verde do Clima (GCF – na sigla em inglês) aprovou no Egito, Cairo, verba de apoio de US$ 500 milhões a países em desenvolvimento que comprovem reduções de desmatamento até 2022.

O Brasil espera obter parte deste recurso por  ter reduzido a devastação na Amazônia e no cerrado entre 2014 e 2018, tendo como base um valor de referência, e mesmo com certa tendência de alta. Mesmo assim, o Brasil deixou de emitir 6 bilhões de toneladas de gases de efeito estufa (GEE) entre 2006 e 2016.

O GCF paga US$ 5 por tonelada de carbono florestal reduzido dentro das ações de REDD+, sigla para redução de emissões por desmatamento e degradação.



Últimas da Imprensa

ver mais dados da imprensa
x